sábado, 21 de março de 2009

Quem é vivo sempre apareçe...



Saudações pessoal, voltamos com mais uma postagem. Eu Pâmela, usei como referência para esse poeminha um pouco da minha infância, espero que vocês apreciem. E quanto a ilustração do Leo, ela ficou fabulosa, fico muito feliz de poder ver de perto toda a sua evolução e o aperfeiçoamento de sua arte.
Ah, aproveito também para dar os parabéns para a minha irmã Yasmin, que hoje completa 6 anos.

Agradeço os comentários...

Minha vida de criança

Sou uma criança,
Bem crescida e inteligente.
Tenho 6 anos e já estão
Caindo os meus dentes.
Adoro ir para a rua
Brincar de queimada.
Junta eu, os meus irmãos;
E toda a criançada.
Corremos, brincamos;
E pulamos até de tardezinha.
Até a mamãe chamar,
Para o chá e as bolachinhas.
Depois do lanche;
A mamãe começa a preparar o jantar.
Enquanto eu fico sentada;
Esperando no sofá.
Quando acaba a janta;
É hora da sobremesa.
Quando tem brigadeiro;
Não sobra nada em cima da mesa.
Rapidinho chega a hora
De ir para a cama.
Tomo banho, escovo os dentes;
E coloco meu pijama.
Antes de deitar;
Sempre faço uma oração.
Peço ao Papai do céu;
Que cuide de mim, dos meus pais;
E dos meus irmãos.


2 comentários:

Wilson Hiroshi Matsumoto disse...

Owa! Lindo texto! Li pro meu fiote aqui e ele gostou. Adorei o desenho (pra variar). Abs

JAMES disse...

Gostei do blog, parabéns pelo trabalho...abç